Olitel Call Center

Habilidades que os agentes do seu call center têm que desenvolver

Gerenciar um call center é ter que lidar com diversos aspectos da operação. Uma parte importante é saber trabalhar bem com a tecnologia. Isso significa encontrar as melhores soluções para a operação, bem como para monitoramento e análise. Boas tecnologias fazem toda a diferença e são essenciais para a boa estruturação do seu call center. Outra parte, mais importante ainda, são as pessoas. É preciso selecionar bons profissionais para a sua operação (ou seja, para realizar o atendimento ao cliente), assim como é preciso prepará-los e treiná-los muito bem.

Para atender bem os seus consumidores, não basta que o agente de call center seja bom, ele precisa receber todo o apoio possível da empresa. Afinal, é a empresa quem, acima de todos, está mais preocupada com a satisfação e o bom atendimento ao cliente. Assim sendo, cabe ao gestor garantir que os atendentes formarão um bom call center, manterão o cliente satisfeito e trarão os resultados esperados para a marca.

Mais do que receber treinamentos sobre novas tecnologias, roteiros de atendimento e novos produtos da empresa, o agente de call center precisa, também, aprender técnicas e desenvolver habilidades que vão ao encontro dos resultados que são esperados. Para te ajudar, separamos algumas habilidades e qualidades a seguir que, quando bem trabalhadas e incentivadas, provocam boas melhoras em toda a sua operação.

Olitel Call Center

Profissionalismo

Essa é uma dica que vale para qualquer ocupação dentro de uma empresa. Ter bom profissionalismo, porém, é algo ainda mais importante quando lida-se com clientes. No call center, os agentes frequentemente atendem clientes impacientes e mal-humorados, que muitas vezes pouco colaboram. Um agente com verdadeiro profissionalismo consegue deixar de lado possíveis arrogâncias e grosserias do cliente, a fim de manter um bom e coeso atendimento, que procura sanar os problemas que deixaram o cliente tão desconsertado.

Boa memória

É claro que nenhum agente de call center precisa decorar tudo que lhe é dito – nenhum profissional precisa. Porém, a capacidade de recordar informações importantes, da empresa ou do cliente, que ajudam a oferecer um atendimento mais fluido, garante menos estresses durante a ligação. Agilidade, brevidade e precisão são essenciais para qualquer cliente. Logo, agentes que conseguem, digamos, impressionar os consumidores com a sua boa memória já estão desenvolvendo um bom trabalho.

Resolução de problemas

Para que o agente de call center consiga resolver os problemas dos seus clientes, a empresa precisa fornecer-lhe todas as informações, bem como os roteiros, que permitam que esse trabalho seja bem realizado. No entanto, é impossível prever todas as situações que possam vir a ocorrer. Logo, para um bom atendimento ao cliente, seu agente precisa desenvolver a capacidade de problem solving (ou, justamente, resolução de problemas). Isso quer dizer que ele deve saber quando e por que fugir do roteiro, oferecendo uma solução diferente ao cliente, sem prejudicar a empresa.

Tempo para descansar

Atendentes workaholics que não descansam provavelmente não são tão bons quanto parecem. Oferecer atendimento ao cliente em um call center significa ficar horas sentado falando com diversas pessoas diferentes (muitas mal-humoradas, como já comentado). Logo, não somente a empresa precisa estimular pausas e férias, como precisa criar essa cultura nos funcionários. Um agente que descansa é menos estressado, podendo oferecer um atendimento melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*